Todas as mulheres são mães.

Durante nove meses uma mulher nos carrega dentro de si.

Nos leva em seu mundo para onde quer que vá. Esta é nossa primeira mãe.
Depois o mundo nos apresenta outras, muitas outras.
Mulheres pretas, mulheres brancas, mulheres vermelhas, mulheres amarelas. Mulheres de todas as cores.

Mulheres jovens, mulheres velhas, mulheres sem idade. Mulheres de todos os tempos.
Mulheres-mães, mulheres-irmãs, mulheres-amigas, mulheres-pais, mulheres-tias, mulheres de corpo e de alma, de corpo ou de alma. Mulheres de corpo e alma.
Mulheres falantes, mulheres silenciosas, mulheres-olhares.

Mulheres corajosas, mulheres com medo, mulheres fortes, que lutam. Mulheres.
Mães de crianças, mães de adultos, mães de sonhadores, de guerreiros; mães de gatos, de cachorros, tatus e girafas. Mães de todos os seres.
Mãe-água, mãe-ar, mãe-fogo, mãe Terra. Mãe de todos os elementos.
Mães de planos, de ideias, de sonhos. Mães.

Mães que ensinam, mães que aprender. Mulheres que entendem. Mães.

Obrigada a todas as mães. Às mães de colo, de ombro, de mãos.
Mães de todas as horas, de cada momento, de determinadas situações. Mães para todos os dias.
Sem vocês não seríamos quem somos. Não estaríamos aqui.

*           *           *

Neste dia das mães agradeço a todas as mulheres que entraram em minha vida, que seguraram minha mão, que acreditaram em mim mesmo quando eu deixei de acreditar. A todas que puxaram minha orelha, corrigiram meu caminho e me ajudaram a trilhar a estrada. A todas que acalentaram meus sonhos, aqueceram meu coração e me encheram de esperança. Um muito obrigada parece pouco demais diante da imensidão de vida e de sonhos que vocês me deram.

Anúncios