Supremo Jordan

jordanÉ incrível como certas coisas tocam profundamente nossos corações. Como somos capazes de sentir amor, tristeza e dor quando nos ligamos a outras pessoas que, muitas vezes, sequer conhecemos pessoalmente.

Foi assim com o Jordan Rotta. Um gatinho levado, bravinho, que aparecia para fazer comentários ácidos e colocar ordem na Gatidade.

 Somos quase 7.000 pessoas, reunidas em torno de um gatinho chamado Borges e unidas por nosso amor aos gatinhos, nosso filhos.

É mesmo importante que alguém nos lembrasse de manter a harmonia. Mas hoje, mais uma vez, a Gatidade chora. Chora a perda de Jordan, nosso gatinho Supremo.

Foram 18 anos de companheirismo, de mimos e alegrias. Sua família se despede.

E nós, Jordan, também nos despedimos, porque nós nos tornamos uma família.

Eu sempre pensei que meus gatos seriam apenas meus, e que os gatos das pessoas que eu conheço seriam apenas delas. Mas isso não é verdade. Partilhamos nosso filhos, nossas alegrias, esperanças e nossa dor. Nossos medos, nossas dúvidas. E é por isso que viramos uma imensa família.

Escrevo este texto com os olhos encharcados, pois não consigo parar de chorar. Nem ao menos consigo acreditar que agora o Jordan é uma estrela, mas que, agora, passeia pelo céu. Não consigo acreditar porque parece que alguns seres são pra sempre. Parece que a despedida não tem espaço. Não deveria ter.

Não consigo aceitar essa perda, como creio que muitos também não conseguem. De repente tudo ficou em silêncio, só o vazio parece nos cercar.

*                                                                                                                                *                                                                                                                              *

Um gato (e todos os animais, na verdade) é uma estrela em nossa vida, iluminando tudo a nosso redor, é um anjinho que cuida de nós, alegra nossas vidas e faz com que a esperança não esmoreça.  É com seu ronronar que ele demonstra seu amor.

Jordan, o Supremo, não terá seu ronron ouvido assim, tão facilmente. Será preciso atentar, abrir o peito para ouvi-lo novamente. Mas sei que o vento se encarregará de trazer o barulhinho de seu coração para acalentar sua mamãe – e as tias da Gatidade – todos os dias. Como fez durante todos esses anos. O vento, as estrelas, eles trarão notícias e recordações. Enxugarão nossas lágrimas e nos acalmarão a alma. É assim que tem que ser.

Nunca, nunca mesmo, estamos preparados para dizer adeus. Um breve até logo é o que é ideal. Assim, Jordan, até logo. Nos encontraremos sim, e então, poderei dar um abraço apertado em você, este mesmo que eu quis dar quando você divava entre nós, mas que vai ter que esperar.

Mamãe Geisa, para você, nosso abraço apertado, nosso carinho.

 

 

 

 

Anúncios

4 pensamentos sobre “Supremo Jordan

  1. Beatriz Sauerweing disse:

    Que lindo presente… quanto carinho… isto é a Gatidade! Obrigada, Nana! ❤ =^.^= ❤

  2. Cristina disse:

    Vc expressou muito bem tudo que sentimos, eu nunca pensei que pudesse amar um gatinho como eu amo, eles me ensinaram a amar e quando partem deixam um vazio enorme, u ma saudade sem fim.

  3. Geisa Cristiane disse:

    Nana, muito obrigada pelo carinho. Nessa data, leio e me emociono. 💐💖

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s