Eu não gosto do Natal

Se tem uma época que eu não gosto, essa época é a do Natal. As mesmas pessoas que passam o ano inteiro sem sequer saber se você está bem, aparecem para aquele abraço, na tentativa, talvez, de ter seus “pecados” perdoados nestes dias em que o amor deveria reinar.

Mas o amor não reina mais. O Natal agora é só uma época de compras, muitas compras, em que você, seu amor e sua dedicação serão medidos pelo valor do presente.

Houve um tempo em que o natal representava a união familiar, as pessoas se reuniam para agradecer e para desfrutar da presença umas das outras. Mas isso foi há tanto tempo que poucos se recordam.

E essa comercialização do Natal é um dos  motivos de eu não gostar dele. Mas não é nem de longe o principal. Ainda que o sentido original tenha se perdido, ou esteja se perdendo, esta época inspira a reflexão, o peso das ações, a avaliação do ano. E  na maioria das vezes o resultado não é muito bom. Para este ano principalmente.

No fim de ano, as festas, os sorrisos, a alegria que surge do nada – e que muitas vezes nem é de verdade – nos recorda tudo aquilo que perdemos, tudo o que os foi tirado, todos os sonhos roubados. Também recordamos as alegrias, obviamente. Nada é sempre tão ruim. Nem tão bom. E é aí que mora o problema…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s