Retorno

Muitas idéias, muita vontade.
Resolvi deixar de guardar tudo só na minha cabeça e ao menos anotar o principal num papel qualquer. Apenas para não correr o risco de esquecer de vez.
Cada vez que penso em registrar para não esquecer minhas idéias, lembro que não carrego papel e caneta na bolsa…. Talvez intencionalmente, pensando em deixar para lá. Esquecer de propósito.
Mas sempre voltam. As idéias sempre voltam. Querem sair. Precisam sair. Da minha cabeça, dos meus lábios em movimento porém silenciosos. Elas querem sair.
E assim passam os dias, meses e sempre enumero outras prioridades. Sempre intencionalmente. Sempre tentando acreditar que não houve tempo.
Até que sou vencida. É preciso escrever antes que sufoque. Que eu me sufoque. Que as palavras me sufoquem.
Ouço o som dos dedos no teclado.
O corpo sente o alívio, como aquele que sentimos após dividir um pesado segredo. A mente sossega, como o sossego depois de encontrar a solução de um terrível problema.
Liberdade.
Palavras livres amenizam a dor.
A dor da eterna prisão.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s